4 Habilidades e capacidades que os gestores necessitarão para a digitalização no futuro

Que competências são importantes para os líderes do mundo digital?

Independentemente do sector da indústria para o qual está actualmente a olhar, em todo o lado estão a ser anunciados novos empregos e perfis de emprego completamente novos estão a ser postos em linha. Mas poucos sabem realmente o que faz um bom gestor do futuro digital e onde residem as oportunidades. Especialmente quando se trata de digitalização e transformação digital, são necessários os líderes e gestores certos. Mas para além de ler, escrever e calcular, estas pessoas precisam de um conjunto completamente novo de competências para conduzir a empresa para o futuro.

Assim, não é surpreendente que os gestores certos no processo de digitalização sejam os treinadores dos empregados, adaptando constantemente as suas competências e aprendendo coisas novas, mas agindo também como modelos na transformação digital. A agilidade é cada vez mais procurada à medida que os líderes digitais se adaptam rapidamente, aprendem rapidamente novas tecnologias e ouvem atentamente as mudanças e as tendências digitais.

Die veränderte Rolle der Manager in der digitalen Zukunft

O futuro ainda é elusivo para muitos e para demasiados ainda muito para além do horizonte. Claro que nem todas as empresas se adaptarão tão depressa como Uber, Facebook, Google, etc., mas é importante saber que a mudança está a chegar e para algumas está a chegar muito depressa.

Muitas indústrias irão evoluir juntamente com os seus concorrentes e o seu ambiente, algumas terão de mudar abruptamente, caso contrário serão empurradas para fora (o empresário de táxi no exemplo de Uber). Estes factores externos acabarão por determinar a velocidade a que a massa de empresas se adaptará. Mas não importa como as indústrias evoluem, a ponta de lança da força de trabalho tem de se adaptar à mudança mais rapidamente, caso contrário não haverá competências necessárias para a mudança em primeiro lugar.

Para mudar as indústrias e o mundo de amanhã é preciso investir agora e estes 4 campos são os mais importantes para os gestores do futuro.

Líderes em vez de gestores

Há frequentemente uma discussão sobre como liderar equipas no futuro. Nesta área em particular, o líder está no centro das atenções porque ele ou ela trabalha em rede, mostra visões e capta a equipa em vez de as comandar, controlar e implementar rigorosamente. Estruturas ágeis e novos ambientes de trabalho já não são adequados para muitas formas tradicionais de gestão. Como resultado, os gestores devem habituar-se cada vez mais a estas hierarquias planas, ambientes ágeis e equipas de curto prazo. Isto requer concentração na visão e também o treino das equipas como um modelo a seguir.

4 competências-chave dos gestores para a digitalização e o seu futuro

1. Afinidade técnica

Egal welche Bereiche man ansieht. Alles bedarf technisches Know-How inzwischen. So sind Berufe im Marketing, Verkauf oder auch beim Management zunehmend mit technischen Tools verbunden. Apps, Social, Mobile und viele andere Trends werden in allen Berufen abgebildet. Diese müssen erlernt werden und es bleibt kein Raum mehr um Technologie zu vermeiden. Dies bildet die Basis für jeden Job der Zukunft und man muss sich auch bewusst sein, das dies ein lebenslanges lernen und adaptieren an neue Technologien bedeutet.

2. Afinidade de dados

Os grandes gestores confiam muito na sua intuição e assim tomam decisões. Não menos importante porque a análise de dados pode levar a inconsistências, dados em falta ou outros problemas. No entanto, é importante uma boa compreensão básica dos dados, análise de dados ou mesmo cepticismo em relação aos dados. Os gestores do futuro devem ter uma compreensão de como utilizar os dados, ser capazes de diferenciar entre dados fiáveis e inúteis, mas também ser capazes de utilizar estes dados especificamente para as suas decisões.

3. Métodos de trabalho ágeis e flexíveis

Quando se trata do futuro do mundo do trabalho, os gestores são particularmente exigentes. A automatização e a inteligência artificial centrar-se-ão cada vez mais na inovação, modernização de infra-estruturas, mas também na execução estratégica. Os gestores tornar-se-ão cada vez mais treinadores e mentores dentro das equipas de projecto e assegurarão que muitos projectos diferentes de uma vasta gama de áreas sejam implementados com sucesso.

4. Networking und Social- /Soft- Competências

Ao reduzir empregos através da automatização, as hierarquias tornam-se mais planas e as organizações mais compactas. Isto leva a que as funções se tornem cada vez mais verticais e menos horizontais na sua própria função. Os gestores estão a tornar-se cada vez mais os organizadores de equipas de todas as diferentes áreas. Ajuda a ter um bom conhecimento das pessoas. As qualificações profissionais passam cada vez mais para segundo plano porque se torna mais importante ter uma boa rede e ser capaz de liderar as pessoas de forma eficiente. Assim, o próprio líder é obrigado a ser um bom exemplo de trabalho flexível e a ligar os especialistas para que se possa alcançar um resultado óptimo na equipa.

CEO & Founder of MoreThanDigital. Serial entrepreneur since he successfully founded his first companies at the age of 13. He has always questioned the "status quo" and is committed to innovation, disruption and new ideas. As International keynote speaker, consultant for companies and governments & states, lecturer and published digital transformation expert, Benjamin tries to advance the topics of digitalization, digital transformation and innovation internationally.

Comentários estão fechados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

MoreThanDigital Newsletter
Subscribe
Join the #bethechange community
close-image